Doença Degenerativa Discal

Atualizado: 17 de Nov de 2019

As alterações ósteo-articulares da coluna que ocorrem ao longo da vida são denominadas de alterações degenerativas da coluna vertebral. Na maioria das vezes, são alterações fisiológicas, isto é, normais do próprio processo de envelhecimento. Dentre elas, estão: a degeneração dos discos intervertebrais, que se caracteriza por desidratação discal; perda de altura discal; protrusões discais e formação dos osteófitos (bicos de papagaio).


Essas alterações ocorrem mais ou menos precocemente, em maior ou menor intensidade, conforme antecedente familiar de doença degenerativa da coluna (hereditariedade), peso corporal (obesidade), trabalho pesado, atividade física com postura inadequada ou excesso de carga, movimentos abruptos em rotação do tronco, dentre outras causas.


Muitas vezes, mais importante do que a detecção de alterações degenerativas da coluna, é se diagnosticar corretamente a origem da dor, pois, na maioria dos casos, essa se origina da musculatura do dorso e não dos componentes ósteo-articulares da coluna. No entanto, uma vez, estabelecida a correlação entre a dor e a degeneração de determinado segmento da coluna, deve-se estabelecer a estratégia de tratamento adequada.


Autor: Dr. Alécio Barcelos - Neurocirurgião, PhD

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Malformações da transição crânio-cervical

Durante o período embrionário, podem ocorrer malformações de diferentes regiões da coluna. As malformações mais comuns da transição crânio-cervical (região da nuca) são a Doença de Chiari e a Invagina