Tratamento da Doença de Chiari e Invaginação Basilar

Atualizado: 17 de Nov de 2019

O tratamento cirúrgico da Doença de Chiari consiste em ampliar o espaço da fossa posterior, correspondente à região occipital (nuca), para as estruturas nervosas nela contidas, o cerebelo e tronco encefálico. A cirurgia consiste, mais frequentemente, na remoção óssea parcial da região occipital (craniectomia suboccipital) e da primeira vértebra cervical, seguida da abertura e ampliação de uma membrana espessa, situada logo abaixo do osso chamada dura-máter (duroplastia). Desta forma, trata-se a compressão do tronco encefálico pelas tonsilas cerebelares herniadas no forame magno, o buraco que comunica o crânio ao canal vertebral.


A Invaginação Basilar se caracteriza pela compressão anterior do tronco encefálico por uma protuberância da segunda vértebra cervical, denominada de processo odontóide. O tratamento cirúrgico consiste na descompressão do tronco encefálico e do tratamento da instabilidade da transição crânio-cervical, através da fixação com implantes. Frequentemente, a Invaginação Basilar ocorre simultaneamente à Doença de Chiari.


Autor: Dr. Alécio Barcelos - Neurocirurgião, PhD

0 visualização

Notícias e dicas de saúde

CONVÊNIOS

DO INEURO

convenios.png
convenios.png
convenios.png

Instituto de Neurocirurgia e Cirurgia da Coluna
Localizado em João Pessoa, na Paraíba. Formado exclusivamente por neurocirurgiões titulados, oferecemos qualidade no atendimento, diagnóstico e procedimentos cirúrgicos.

ineurologo.png

Mídias Sociais:

logo-ineuro.png