Orientações pré e pós-operatórias

Atualizado: 17 de Nov de 2019

Os procedimentos cirúrgicos podem ser de pequeno, médio ou grande porte. Os preparos para essas cirurgias variam conforme peculiaridades de cada paciente, no entanto, existem algumas orientações gerais preciosas para um melhor conforto e segurança.


Antes da cirurgia

- Manter medicamentos para tratamento de doenças crônicas como hipertensão arterial, dislipidemia, tireopatia, convulsão.

- Avisar o médico sobre a utilização de medicamentos que “afinem” o sangue como aspirina, clopidogrel, marevan e xarelto. Esses medicamentos precisam ser suspensos alguns dias antes do procedimento, por vezes com consentimentos dos médicos que os prescreveram.

- Pacientes em uso de hipoglicemiantes orais para tratamento de Diabetes não deverão tomá-los no dia da cirurgia.

- Em casos de constipação, preferencialmente, usar laxativos no dia anterior à cirurgia.

- Não utilizar bebidas alcoólicas na semana da cirurgia.

- Suspender tabagismo no mínimo 1 semana antes do procedimento.

- Ficar de jejum a partir das 23 horas para procedimentos agendados para o período da manhã e a partir das 6 horas para aqueles agendados para o período da tarde.


No dia da cirurgia

- Levar todos os exames de avaliação pré-operatória como exames de sangue, imagens e laudos de radiografias, tomografias e ressonâncias magnéticas, eletrocardiograma e laudos das avaliações de risco cirúrgico (cardiologista) e pré-anestésica, indicadas pelo cirurgião.

- Realizarem internação hospitalar às 6h30 para procedimentos pela manhã e às 10 horas para procedimentos à tarde.

- Ter um acompanhante.


Após a alta hospitalar

- Seguir rigorosamente as orientações médicas.

- Realizar limpeza da ferida operatória com água corrente e sabonete anti-séptico duas a três vezes por dia.

- Ocluir a ferida operatória após a limpeza com gaze e micropore no mínimo por 2 dias.

- Retornar no consultório de 10 a 14 dias após a cirurgia para reavaliação clínica e retirada dos pontos, quando houver.

- Avisar a equipe médica em caso de intercorrência, como dores refratárias ou sinais de inflamação ou secreção na ferida operatória.

- Não realizar esforço físico por 2 a 4 semanas após o procedimento.

- Subir escadas o mínimo necessário nas primeiras duas semanas.

- Em geral, dirigir é liberado após cerca de 3 semanas para procedimentos de médio ou grande porte.

- Não ingerir bebidas alcoólicas pelo menos 4 semanas após a cirurgia.


Autor: Dr. Alécio Barcelos - Neurocirurgião, PhD

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ressecção de tumores espinhais

O tumores espinhais podem se originar de diferentes compartimentos da coluna vertebral. Em princípio, a estratégia terapêutica depende da presença ou não de comprometimento neurológico, do diagnóstico