Hérnias de disco

Atualizado: 17 de Nov de 2019

A coluna vertebral é formada pelo ”empilhamento” de vértebras, interpostas por coxins articulares denominados de discos intervertebrais. Cada disco é formado por um conteúdo mole denominado de núcleo pulposo, envolvido por uma capa firme denominada de ânulo fibroso. A hérnia discal ocorre quando a pressão exercida pelas vértebras acima e abaixo do disco, forçam o núcleo pulposo contra o ânulo fibroso frágil ou roto. Desta forma, pode ocorrer abaulamento discal, também chamado de hérnia protrusa (como quando se aperta uma borracha) ou saída de parte do núcleo pulposo, chamada de hérnia extrusa. Em ambas as situações, pode ocorrer compressão de raízes nervosas, causando dor.


As hérnias ocorrem, mais frequentemente, na coluna lombar. Quando a dor se irradia da região lombar para o membro inferior, se denomina de lombociatalgia ou ciática. Quando ocorre na região da coluna cervical, a dor se irradia do pescoço para o membro superior, e o sintoma é denominado de cérvico-braquialgia.


No entanto, na maioria das vezes em que se detecta protrusões discais na coluna vertebral, elas são assintomáticas e são consideradas alterações características do processo de envelhecimento natural da coluna.


Autor: Dr. Alécio Barcelos - Neurocirurgião, PhD

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Malformações da transição crânio-cervical

Durante o período embrionário, podem ocorrer malformações de diferentes regiões da coluna. As malformações mais comuns da transição crânio-cervical (região da nuca) são a Doença de Chiari e a Invagina